2 de agosto de 2015

Aspectos da metafísica da modalidade

No próximo dia 12 de Agosto darei um minicurso sobre aspectos da metafísica contemporânea, na venerável Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. É uma honra ser convidado desta instituição, e espero estar à altura da expectativa. O minicurso decorre das 8 da manhã às 11:40, e tem duas partes. Na primeira, apresento alguns aspectos da metafísica contemporânea, depois de explicar brevemente o que se entende por "metafísica" em filosofia. Na segunda, apresento alguns aspectos da metafísica da modalidade, sublinhando o impacto histórico do necessário a posteriori de Kripke. Todos são bem-vindos. Mais pormenores aqui.

22 de julho de 2015

Mais Aires



O Aires Almeida reformulou o seu blogue “Questões Básicas” e agora, para além dos seus textos, apresenta a sua participação em várias publicações, os seus artigos e a sua participação em palestras e conferências.

Talvez deste modo se perceba melhor a escala do seu envolvimento na divulgação da filosofia e a qualidade da sua obra filosófica.

13 de julho de 2015

Sete ideias ao preço da chuva brasileira


A versão Kindle do meu livro Sete Ideias Filosóficas que Toda a Gente Deveria Conhecer (Bizâncio) estará em promoção na Amazon brasileira durante todo o dia de hoje, ao preço de 1.99 reais (preço normal: 6.64 reais).

12 de julho de 2015

Mais Crítica aos 4000




Com esta lufada de ar fresco dos novos artigos da Crítica, chegamos também aos 4000 no Facebook.

Aproveito para renovar o convite para subscreverem gratuitamente as actualizações da Crítica e para vos desejar boas leituras e boas reflexões.

26 de junho de 2015

Novos limites da Liberdade de Expressão


No livro mais recente da Filosofia Aberta, Nigel Warbourton aborda o problema da Liberdade de Expressão. É um livro introdutório traduzido pelo Vítor Guerreiro, do qual já se pode ler um excerto na CRÍTICA, bem como uma recensão por Aluízio Couto.

25 de junho de 2015

Filedu na Crítica

O site filedu.com, da autoria de Álvaro Nunes, prestou um importante serviço a professores e estudantes de filosofia durante vários anos, publicando materiais de inegável interesse filosófico, e também cultural em geral. O site, contudo, não está já disponível. O autor disponibilizou todos os materiais nele publicados, contudo, para que fiquem disponíveis na Crítica. Comecei hoje a publicá-los, e continuarei a fazê-lo, à medida das minhas disponibilidades, nas próximas semanas.

Corrupção que mata crianças

Vale a pena ver este vídeo sobre a corrupção angolana.

6 de junho de 2015

Ver para crer - Pinker em gráficos



Entre elogios e críticas o livro de Steven Pinker “Os Melhores Anjos de Nossa Natureza” tem causado polémica (como já se falou aqui e aqui).

Surge agora este documentário interactivo, “Os Caídos da Segunda Guerra Mundial”, que tem como inspiração e fonte de referência o livro de Pinker. Portanto pretende ilustrar os números das perdas humanas da Segunda Guerra Mundial, apresentando de seguida o declínio da violência desde aí e comparativamente com épocas anteriores.

Infografia a partir dos gráficos do vídeo (Clicar para aumentar).


Para mais detalhes pode ainda consultar o site deste projecto.

20 de maio de 2015

O Novo de Daniel Dennett


Imagem retirada daqui

O que é ser um pregador ou rabino que já não acredita em Deus? Nesta edição ampliada e actualizada do seu estudo pioneiro, Daniel C. Dennett e Linda Lascola, de forma abrangente e sensível, expõem uma verdade inconveniente que as instituições religiosas enfrentam na nova transparência da idade da informação — o fenómeno de membros do clero que já não acreditam no que pregam publicamente. Em entrevistas confidenciais, clérigos de todo o espectro ministerial — do liberal ao literal — revelam como as suas vidas de serviço religioso e estudo os levaram a uma verdade contrária às suas crenças professadas e à sua profissão (continua).
Esta é a descrição do novo livro de Daniel Dennett (em co-autoria com Linda Lascola), "Caught in the Pulpit: Leaving Belief Behind".
O prefácio de Richard Dawkins termina da seguinte forma:
O seu estudo aumentado examina em detalhe trinta casos individuais. Alguns desses homens e mulheres acreditaram apaixonadamente por muitos anos antes de perder a sua fé. Outros parece que já eram cépticos enquanto ainda estavam no seminário, mas foram em frente com a sua carreira sacerdotal por razões que precisam de ser exploradas — e são-no. Estes são seres humanos, cada um diferente, e às vítimas é-lhes permitido o espaço para contar as suas próprias histórias, entrelaçadas com inteligência e perspicácia pelos dois autores.

O livro é uma colaboração entre um paciente, uma assistente social sensível e um dos grandes filósofos do mundo. Vai surpreender, uma vez que fascina. Se, como espero e antecipo, os 500 apóstatas agora no The Clergy Project vierem a ser a ponta fina de uma cunha muito grande, ponta de um enorme icebergue tranquilizador, arauto de um ponto de viragem que aí vem e é muito bem-vindo, este livro será visto como — misturando mais uma vez metáforas com o desculpável regozijo — o canário dos mineiros. Ele vai ajudar-nos a compreender o que está a acontecer enquanto as comportas se abrem, como espero que em breve aconteça. Também espero que venha a ser lido pelo clero ainda crente e que isso lhes dê a coragem de se juntarem aos seus colegas que já viram a luz e se afastaram da sombra escura do púlpito.
Para mais informação pode ler também "As Igrejas já não podem esconder a verdade: Daniel Dennett sobre a Nova Transparência", um artigo de apresentação do livro que inclui uma pequena entrevista com Daniel Dennett, ou este artigo do próprio no The Wall Street Journal: "Porque é que o Futuro da Religião é Sombrio".

7 de maio de 2015

Novos Problemas de Filosofia Analítica


Trata-se de um volume, em língua portuguesa e de acesso inteiramente livre, que consiste em ensaios especializados sobre questões e problemas pertencentes a um conjunto de áreas nucleares da Filosofia Analítica contemporânea. Num primeiro momento, a ênfase é colocada em áreas que tratam da natureza da linguagem, mente e cognição. O volume está organizado em torno de três grandes domínios:
  • Lógica e Linguagem, incluindo a Filosofia da Linguagem, a Lógica Filosófica, a Filosofia da Matemática, etc.
  • Mente e Cognição, incluindo a Epistemologia, a Filosofia da Mente, os Fundamentos da Ciência Cognitiva, etc.
  • Metafísica, incluindo a Ontologia, a Filosofia da Ciência, etc

Os artigos do Compêndio em Linha são ensaios de estado da arte sobre tópicos salientes na reflexão e investigação filosófica actuais. Tipicamente, cada artigo formula e caracteriza um tópico segundo o estado corrente da sua discussão, introduz as concepções principais e os argumentos associados acerca do tópico e examina criticamente os prós e os contras de cada uma dessas concepções e argumentos.