28 de novembro de 2008

desafio aos leitores

Esbarrei aqui numa "aporia" da tradução.

Tenho a expressão "pushing one's buttons", que explicado contextualmente, significa algo do género: quero ir ao cinema com Fulano, que não tem vontade de sair de casa. Sei que Fulano tem uma inveja danada de Sicrano e uma forte compulsão a imitar tudo o que Sicrano faz. Então digo-lhe: "Eh , Sicrano disse-me que foi ontem ver o filme tal-e-tal, não queres vir?"

Pronto, "premi os botões certos" para obter uma reacção psicológica (e física) que pretendo, da parte de Fulano.

À partida os candidatos óbvios em português são: "puxar os cordelinhos" ou "tocar na ferida". Mas isto não funciona porque se pode "puxar os cordelinhos" sem estar a manipular psicologicamente (por exemplo, manipulação política ou financeira, em que o manipulado está perfeitamente conscicente do que lhe fazem mas não tem alterantiva). Por outro lado "tocar na ferida" tem um significado demasiado restrito, de "tocar nos pontos sensíveis" e há contextos em que "pushing one's buttons" se aplica mas "tocar na ferida" não. Por exemplo: usar palavras com o intuito de provocar excitação sexual dificilmente se pode descrever como "tocar na ferida". Se houver "toques" de certeza que não será em feridas.

Ao leitor que deixar a melhor sugestão oferece-se... a gratidão eterna e um possível café. :-)

26 comentários:

  1. Parente:

    Bela proposta.

    Aurélio:

    acicate
    Do ár. "espora de uma só ponta";
    Substantivo masculino.
    1.Espora de um só aguilhão:
    “Um clérigo velho, montado em uma alentada mula branca, .... espicaçava os ilhais da cavalgadura com seus acicates de prata.” (Alexandre Herculano, Lendas e Narrativas, II, p. 71.)
    2.Fig. Incentivo, estímulo:
    “Se fugiu [Alexandre Magno], diga-o o seu Bucéfalo, em que montado e transmontado se salvou dos perigos da guerra índica: sendo-lhe tão fiel, que as mesmas lanças, que o crivaram, teve por acicates para correr melhor até o pôr em seguro” P.e Manuel Bernardes, Nova Floresta, IV, p. 270). [Var.: açucate

    Houaiss:

    n verbo
    transitivo direto
    1 utilizar acicate para incitar, fazer mover-se ou fazer correr (uma cavalgadura); esporear
    transitivo direto
    2 Derivação: por extensão de sentido.
    provocar, agir ou influir sobre (algo ou alguém), despertando ação ou reação enérgica
    transitivo direto
    2.1 Derivação: sentido figurado.
    dar estímulo a; excitar, incentivar, encorajar, animar
    Ex.: a promessa de recompensa acicatou-o a visão da mulher amada acicatou o seu desejo

    Porto Editora:

    verbo transitivo
    1. estimular com acicate;

    2. figurado excitar; incitar;


    (De acicate+-ar)

    Obrigado. Será que a etimologia árabe deu alguma palavra relacionada em inglês? A ver se descubro.

    ResponderEliminar
  2. O Vítor ao que me parece espicaçou-o claramente. Acho mais rebuscada a expressão Inglesa que a Portuguesa. A Inglesa é idiomática, metafórica, em Portugal o espicaçar produz o mesmo efeito directamente. My two cents...

    ResponderEliminar
  3. É um bom ponto de partida, mas não funciona inteiramente bem. Isto porque “to push one’s buttons” não envolve “picar” a pessoa através da irritação, necessariamente. Pode ser através da adulação: o Chico é vaidoso e nós sabemos disso, então começamos de manhã por dizer “Hoje estás muito bonito, essas calças ficam-te a matar!” porque sabemos que antes de almoço precisamos de lhe pedir um favor importante. Isto não é acicatar, mas é “push one’s buttons”.

    ResponderEliminar
  4. Proponho o consabido e desusado "açorar" .
    Adequado se se tratar de uma tradução de filoliterato pós-estruturalista e que cultive um maneirismo à la Derrida (Pace, Derrida!); liminarmente fatal e passível de condenação ao ostracismo, se for o caso de eminência parda analítica (1ª 2ª e 3ª geração), que escreva como se nunca tivesse lido nada e que cultive a proverbial fobia parentética e literato-citacional.

    açorar.provocar ou sentir desejo intenso ( "as suas iguarias açoravam os fregueses; "açorava-se quando via o belo vizinho")
    (Dicionário Houaiss)

    Bom trabalho!

    ResponderEliminar
  5. "Açorar" é apenas "fazer crescer a água na boca". Não me parece adequado.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde.

    Penso que será difícil encontrar uma palavra que traduza a expressão inglesa. Podemos sugerir expressões?

    Carla

    ResponderEliminar
  7. Tem parcialmente razão, Desidério!

    Há uma expressão coloquial comummente usada e que, em alguns contextos, é usada para verter o “push one’s buttons”:"tocar no sítio certo".

    ResponderEliminar
  8. Do alto da minha incompetência linguística sugiro que reconstrua toda a frase, ou então que utilize a expressão que já usou no post: premir os botões certos.

    ResponderEliminar
  9. passar a mão pelo pêlo a alguém = lisonjear; bajular.

    dar a volta a alguém = fazê-lo mudar de opinião.

    ResponderEliminar
  10. Assim, no contexto do exemplo do Desidério ficava assim:
    Desidério queria ir com Fulano ao cinema mas este não tinha vontade de sair de casa. Então Desidério passou-lhe a mão pelo pêlo e deu-lhe a volta com o exemplo do Sicrano, de quem Fulano tem uma inveja danada. Remédio santo, fulano pôs-se logo pronto.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. Carla: as expressões são desejáveis, tanto como as palavras. Afinal, o original inglês é uma expressão. Seria até mais fidedigno, talvez.

    ResponderEliminar
  14. Rui: o problema da expressão "premir os botões certos" é não ser uma expressão idiomática do português, ao passo que "pushing one's buttons" é uma expressão idiomática do inglês.
    Uma das coisas mais difíceis, creio, de se fazer em tradução é inventar uma expressão idiomática que pegue, isto é, que não se perceba a sua absoluta novidade. Há casos felizes, como por exemplo "letra comum", que é o meu preferido.

    Obrigado pelas contribuições

    ResponderEliminar
  15. Aqui no Brasil, perdão se os exemplos lhes parecem impróprios, usaríamos, dependendo do contexto, as seguintes expressões/palavras: “aticei Fulano...”; “provoquei Fulano”...; “toquei no ponto sensível de Fulano...”; “Fui ao ponto nevrálgico de Fulano...” “Incomodei Fulano...” “Mexi com os brios de Fulano...”, e algumas outras variantes. Não vislumbro a possibilidade de criar uma expressão em português capaz de substituir, a partida, a expressão inglesa “pushing one's buttons” em todos os contextos.

    Marcelo Gama

    ResponderEliminar
  16. Parece-me que "dar a volta" é o melhor até agora!

    ResponderEliminar
  17. "tocá-lo como a um piano" é a minha sugestão.

    ResponderEliminar
  18. A um professor costuma-se dizer dos alunos que "tem de os saber levar". Penso que esse sentido também poderá ter uma palavra a dizer neste contexto. "Saber levar" alguém...

    ResponderEliminar
  19. Me parece q serve aqui uma expressão muito usada aqui no Brasil que é : "jogar verde pra colher maduro", ou seja faço algo ou digo algo de forma premeditada pra obter a resposta ou reação q quero.
    Mas se for escolher só uma palavra penso q a indicação de "atiçar" é ainda a melhor.

    ResponderEliminar
  20. Estava aqui a pensar, de novo, que deveria haver um espressão para esta ideia vinda da cultura náutica. Também não acho que o Desidério tenha de se ater a algo que já exista, afinal houve sempre uma altura em que a expressão X ou Y ainda não existiam até que alguém as cunhou. Quando a ser "uma palavra", a expressão em inglês também não é "uma só palavra".

    Bem, de volta ao trabalho...

    ResponderEliminar
  21. Entrar em sintonia, dançar conforme a música.

    ResponderEliminar