1 de julho de 2009

Biblioteca básica de filosofia do cinema





Ainda a propósito de cinema e filosofia, deixo aqui uma sugestão do que poderia ser uma biblioteca básica de filosofia do cinema. Desta vez não estou a falar da utilização do cinema para ensinar filosofia. A filosofia do cinema é um ramo da estética e filosofia da arte que trata de problemas como:

O que distingue os filmes de arte dos filmes que não são arte (documentários, por exemplo)?
Serão os filmes uma forma realista de comunicação?
Qual o papel, se é que há algum, da imaginação daquele que vê filmes de ficção?
Há realmente uma linguagem cinematográfica?
Será que os filmes têm um autor?
Há uma narrativa cinematográfica diferente das narrativas noutras artes (na literatura, por exemplo)?

É a discussão destes e de outros problemas filosóficos acerca dos filmes que se pode encontrar nesta pequena lista de livros (infelizmente, todos em inglês):

Noel Carrol e Jinhee Choi (eds.), The Philosophy of Film and Motion Pictures: An Anthology (Blackwell)

Noel Carroll, Philosophy of Motion Pictures (Blackwell)

Thomas Wartenberg e Angela Curran (eds.), The Philosophy of Film: Introductory Text and Readings (Blackwell)

Thomas Wartenberg, Thinking on Screen: Film as Philosophy (Routledge)

Colin McGinn, The Power of Movies: How Screen and Movies Interact (Vintage Books)

Gregory Currie, Image and Mind: Film, Philosophy and Cognitive Science (Cambridge University Press)

Richard Allen e Murray Smith (eds.), Film Theory and Philosophy (Oxford University Press)


7 comentários:

  1. Há a coletânia "Teoria contemporânea do cinema", organizada por Fernão Ramos. A primeira metade do volume I (a seção "Filosofia analítica e cognitivismo") e alguns artigos no volume II são bem interessantes.

    Cristiano Figueira

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho este: http://www.amazon.co.uk/Philosophy-Goes-Movies-Christopher-Falzon/dp/0415237416/ref=sr_1_2?ie=UTF8&s=books&qid=1246448676&sr=8-2

    Autor: Christopher Falzon
    Título: Philosophy Goes to the Movies

    Acho muito interessante, mas alguns dos filmes escolhidos, na sua maioria mainstream, fogem um pouco da normal associação entre filosofia e cinema. Tem, contudo, uma parte sobre Monty Python, o que já de si eleva a qualidade do livro.

    Helder Mendes

    ResponderEliminar
  3. Agora seria interessante publicar aqui algo de "filosofia no cinema"...

    ResponderEliminar
  4. Desconheço o livro de Fernão Ramos, mas o de Christopher Falzon não é um livro de filosofia do cinema, mas antes de filosofia no cinema. O post anterior sobre o livro de Fumerton e Jeske, esse sim é de filosofia no cinema.

    ResponderEliminar
  5. Olá

    Há pelo menos três interessantes livros sobre o assunto em português. Dois escritos pelo prof. Júlio Cabrera, O Cinema Pensa, Ed. Rocco, 2006, já é um clássico do assunto, citado em monografias e dissertações no Brasil, Espanha e Itália pelo menos, o outro, DE HITCHCOCK A GREENAWAY PELA HISTÓRIA DA FILOSOFIA, Nankin, 2007.
    O outro é sobre filmes de ficção SCFI = SCIFILO de Mark Rowlanos, Ed. Relume Dumará.

    Pode ver mais sobre Cabrera e Cinema se quiser http://www.unb.br/ih/fil/cabrera/portugues/cinema.htm

    ResponderEliminar
  6. Realmente, o livro do Cabrera provocou bastante o meio acadêmico no Brasil, com uma abordagem nova da filosofia do cinema. Entretanto, foi rechachado por vários professores de Filosofia da universidade onde fiz graduação.

    Os livros do Fernão Ramos são sempre grande fonte de aprendizado.

    ResponderEliminar
  7. Ah! Obrigada pelo post!

    ResponderEliminar