10 de novembro de 2009

Filósofos a Propósito de Música





Este volume da Oxford University Press, organizado por Kathleen Stock, reúne textos de diversos filósofos contemporâneos da música sobre os vários problemas da disciplina: ontologia musical, teorias da expressão musical, teorias do significado musical. Alguns livros dos autores que participam nesta obra já foram publicitados na Crítica, como é o caso de Julian Dodd, que tem também obra publicada no campo da epistemologia. Trata-se de uma boa panorâmica da filosofia da música contemporânea, sinal inequívoco de que neste domínio há muito mais para ler e reflectir além dos jogos de palavras que meramente adornam aquilo que já se pretendia afirmar mesmo sem argumentos a favor disso.


Para abrir o apetite dos leitores, deixo o índice da obra, retirado do site da OUP.


Preface
Acknowledgements
List of musical examples
Kathleen Stock: Introduction

Section 1: Musical Ontology

1: Julian Dodd: Sounds, instruments and works of music
2: Michael Morris: Doing Justice to Musical Works
3: Stephen Davies: Versions of musical works and literary translations

Section 2: Musical Expression

4: Derek Matravers: Expression in Music
5: Paul Boghossian: Explaining Musical Experience
6: Aaron Ridley: Persona Sometimes Grata: on the appreciation of expressive music

Section 3: Musical Meaning

7: Jenefer Robinson: Can Music Function as a Metaphor of Emotional Life?
8: Eddy Zemach and Tamara Balter: The Structure of Irony and how it Functions in Music

Section 4: New Issues

9: Gordon Graham: Music and Electro-sonic Art
10: Roger Scruton: Thoughts on Rhythm
Index of subjects

1 comentário: