13 de novembro de 2009

Rosas sobre Nozick


Por ocasião da edição portuguesa de Anarquia, Estado e Utopia, acabei de publicar aqui a informativa e concisa introdução de João Cardoso Rosas.

4 comentários:

  1. Quero aproveitar a ocasião para agradecer a duas pessoas que tiveram a paciência de responder via e-mail a perguntas que lhes coloquei, no que diz respeito a terminologia jurídica e económica, esclarecendo dúvidas que eu tinha: o Pedro Múrias e o Alvaro Santos Pereira.

    Além destes, agradeço também uma sugestão do Pedro Galvão, no que diz respeito aos "princípios finalistas".

    ResponderEliminar
  2. Manda a justiça que agradeça igualmente ao editor, Pedro Bernardo, que muito me aturou em longas conversas via Skype, a cada argumento que eu congeminava para defender as minhas opções de tradução (quanta tinta gastámos só por causa das "agências protectivas" e para saber se é "teoria do valor do trabalho" ou "teoria laboral do valor" o mais correcto), por ceder quando lhe parecia que eu estava certo, tendo depois o trabalho de corrigir as coisas quando eu me apercebia de algum detalhe que até justificava a ideia inicialmente defendida por ele.

    ResponderEliminar
  3. E eu parabenizo-te pela coragem de traduzir uma obra destas. Tenho a edição americana e confesso que não é obra de fácil trato.

    ResponderEliminar
  4. O link actualizado para a introdução: http://criticanarede.com/nozick.html

    ResponderEliminar