18 de novembro de 2009

Uma alternativa ao capitalismo


Acabo de publicar o artigo "Capitalismo" do livro O Significado das Coisas, de A. C. Grayling (Gradiva, 2003). Concebe o leitor uma alternativa ao capitalismo que seja melhor do que o capitalismo e que não pressuponha que as pessoas todas adoram coisas como matemática e artes e filosofia e história, em vez de frivolidades? Está aberta a discussão.

3 comentários:

  1. Todo o texto caminha para a conclusão de que a posse de Coisas (e não o seu mero consumo) é justificada, tem significado e confere uma felicidade real. Na medida em que, se retirássemos essa "ocupação" e objectivo de vida à maioria das pessoas, elas ficariam vazias pois a satisfação intelectual e cultural (que seria a alternativa ao consumismo) não é adequada a todos. De facto, assim é.
    Mas a mim parece que o autor parte de um pressuposto questionável: o de que o homem se resume ao desejo de posse "material" ou ao desejo de posse "intelectual". Que a alternativa se coloca entre estas duas dimensões. Ora, isto é um falso dilema. Na minha opinião, o homem tem uma dimensão espiritual que confere tanta ou mais satisfação e realização pessoal do que as outras duas. Não falo de religião, seja claro. Nem mesmo de fé. Mas de uma aspiração ao absoluto, ao sentido mais amplo da vida, aos afectos, à realização pessoal através da solidariedade e da participação cívica, etc, tudo aspectos não materiais e não intelectuais, mas onde residem, creio, os maiores segredos da felicidade.

    ResponderEliminar
  2. O nosso sistema actual, por duas razões.

    Não é verdadeiro capitalismo liberal pois é paradoxal. Na ânsia de possibilitar a procura da riqueza e angariação de capital, dando a todos esta liberdade, acaba por limitar essa própria liberdade a quem não tem já capital. A verdadeira liberdade para adquirir capital é desde logo condicionada pelo simples facto de o ter.

    A segunda análise é mais mundana. Basta ver quais são os bestsellers e o que se consome mais por esse mundo fora.

    ResponderEliminar
  3. Link actualizado para o artigo: http://criticanarede.com/capitalismo.html

    ResponderEliminar