17 de janeiro de 2010

Tertúlia da Crítica

Gostaria de lançar um repto aos leitores deste blogue, talvez abusando do espaço que aqui me foi facultado:

E que tal se organizássemos uma tertúlia da Crítica?

O que tenho em mente é um pequeno grupo de pessoas interessadas em estudar / aprofundar alguns temas filosóficos que se encontre uma vez por mês para os discutir.

Para cada encontro o tema seria acordado antecipadamente, devendo cada participante prepará-lo com algum estudo e leituras prévias. Poderíamos aproveitar este blogue para ir apresentando algumas ideias, sugestões de leitura ou uma pequena discussão prévia. Poderíamos para isso criar um post para cada encontro.

No final, apresentaríamos alguns comentários aqui no blogue. Poderíamos, eventualmente, escrever um artigo para publicação na Crítica.

Não são necessários muitos participantes, entre 3 e 5 seria o ideal. Eu estou na região da grande Lisboa. Se houver mais interessados ou noutras zonas podem-se organizar mais grupos.

O que dizem? Há interessados?

11 comentários:

  1. É uma ideia excelente, e eu aderiria sem reservas, não me encontrasse no grande Porto. Contudo, por vezes passo períodos prolongados em Lisboa, e nessas alturas talvez seja possível.

    abraço

    ResponderEliminar
  2. Também acho ser uma boa ideia. Participava sem hesitar desde que, claro, desse para compatibilizar com os meus horários.

    Abraço,
    Ricardo Miguel

    ResponderEliminar
  3. Claro, os brasileiros poderão organizar o mesmo nas suas cidades e usar este blog como meio de comunicação.

    ResponderEliminar
  4. Aqui está um candidato para o barlavento algarvio (Portimão, Lagos, Silves, Lagoa, Albufeira). Há mais interessados por aí?

    ResponderEliminar
  5. Óptimo. Ainda bem que gostaram da ideia.

    Joedson, claro que é para todos. A única questão é geográfica. Se estiveres em Lisboa, conto contigo, se estiveres noutro local, então terás que tentar dinamizar um grupo aí mais perto.

    Relativamente a Lisboa, registo que o Ricardo Miguel está interessado, e o Vitor dependendo da altura.
    Não percebi se o Flávio Santos está interessado ou não.

    Há mais interessados? Não se preocupem demasiado com a necessidade de aprofundar o tema, a ideia é ser um encontro descontraído e informal.
    Vá lá, vamos tentar uma primeira vez para ver como resulta, sem compromissos!

    ResponderEliminar
  6. Já agora, eu não me importo de ir ao Algarve ou ao Porto para participar numa tertúlia destas.

    Basta que seja ao fim-de-semana (ou 6ª à noite) para que eu aproveite o pretexto para ir passear com a família.

    Assim, Aires e Vitor, contem comigo se se organizar um grupo aí para os vossos lados!

    ResponderEliminar
  7. Bem, se calhar aos fins de semana, talvez apanhe um avião até Lisboa. também tenho barco directo para Portimão, mas demora umas 10 horas. A easy jet faz voos Madeira - Lisboa que me ficam por uma pechincha. Mas serei o único habitante da ilha da Madeira a parar por estes lados?

    ResponderEliminar
  8. Óptima ideia. Eu trabalho em Lisboa e vou com alguma regularidade a Braga.

    ResponderEliminar
  9. Jaime, o Vítor não frequenta estas bandas. Mas se quiserem vir até cá os dois, seria excelente.

    ResponderEliminar