30 de junho de 2010

W. K. Clifford

Nunca é legítimo silenciar uma dúvida; pois que ou se lhe pode responder honestamente através da investigação já feita, ou então a dúvida é a prova de que a investigação não está completa.

1 comentário:

  1. Devemos, então, sempre realizar nossas investigações sob o fantasma do ceticismo absoluto? Será que "bons argumentos", mas não conclusivos, devem apenas ser aceitos provisoriamente e sob escrutínio rigoroso constante?

    ResponderEliminar