23 de março de 2011

Bach, Mutter e Gubaidulina

João Rizek traz-nos aqui uma indicação musical preciosa.

1 comentário:

  1. João, curiosamente já estive há algum tempo para escrever aqui também sobre este disco. Comprei-o quando saiu, principalmente por causa da peça de Sofia Gubaidulina (uma estreia absoluta), pois considerava a anterior gravação de Mutter dos concertos de Bach para a EMI muito boa. Acontece que agora pego no disco sobretudo para ouvir os dois concertos de Bach e não tanto pela peça de Gubaidulina. Apesar de musicalmente engenhosa e expressiva (a orquestra é o melhor de tudo), requer uma disponibilidade mental e uma concentração que, quando quebrada, deita tudo a perder. Mas trata-se, sem dúvida de boa música e não do puro devaneio sonoro característico de muita música contemporânea (bom, já foi pior).

    Voltando aos concertos de Bach, verifico agora, ao ouvir este disco, como a interpretação para a EMI, com a English Chamber Orchestra me parece algo agressiva. E não notava isso antes. Seja como for, o disco gravado para a EMI continua a valer a pena, pois inclui o duplo concerto para dois violinos em Ré menor, em que Mutter divide a tarefa com o seu mestre Salvatore Accardo.

    ResponderEliminar