15 de março de 2011

Como matar de maneira ética


Os filósofos que trabalham com ética prática no Brasil não podem reclamar: a área tem crescido vertiginosamente nos últimos anos e o reconhecimento da sua relevância junto ao público é de fazer inveja aos filósofos das outras áreas. Atenta a essa demanda crescente, a editora Artmed acaba de publicar "A ética no ato de matar - Problemas às margens da vida", de Jeff McMahan. O livro é a referência mais completa sobre a ética de matar e aborda a moralidade de matar indivíduos cuja condição moral é incerta: animais, fetos e embriões humanos, bebês anencefálicos, seres humanos que sofreram danos cerebrais graves, seres humanos com retardo mental congênito e grave, seres humanos em coma irreversível. O livro é dividido da seguinte maneira:


Unidade 1 - Identidade
Capítulo 1. Preliminares
Capítulo 2. A Alma
Capítulo 3. Somos Organismos Humanos?
Capítulo 4. A abordagem psicológica
Capítulo 5. A abordagem que advoga a mente incorporada

Unidade 2 - A morte
Capítulo 1. Preliminares
Capítulo 2. O problema da comparação
Capítulo 3. O problema metafísico
Capítulo 4. O problema da sobredeterminação
Capítulo 5. A fortuna vitalícia global
Capítulo 6. As mortes de fetos e bebês
Capítulo 7. Um paradoxo

Unidade 3 - O ato de matar
Capítulo 1. O que há de errado em matar e o que há de ruim na morte
Capítulo 2. Animais e seres humanos com graves deficiências cognitivas
Capítulo 3. A igualdade e o respeito

Unidade 4 - Começos
Capítulo 1. O aborto precoce
Capítulo 2. O aborto tardio
Capítulo 3. O dano pré natal
Capítulo 4. Será pior um aborto tardio?
Capítulo 5. Os interesses temporalizados e a adaptação
Capítulo 6. O potencial
Capítulo 7. A santidade da vida humana
Capítulo 8. O infanticídio
Capítulo 9. O aborto como a negação do suporte vital
Capítulo 10. O aborto e a autodefesa

Unidade 5 - Fins
Capítulo 1. Quando morremos ou quando deixamos de existir?
Capítulo 2. A eutanásia e o suicídio com assistência
Capítulo 3. O desaparecimento do eu

Referências
Índice de casos
Índice

3 comentários: