2 de julho de 2011

Um passeio pelas teorias do significado

A Paulus publicou recentemente "Filosofia da Linguagem" de Alexander Miller. Trata-se de uma apresentação introdutória das teorias do significado e associa uma abordagem histórica com uma abordagem temática do problema. O livro inicia com duas tentativas de explicar as propriedades semânticas relevantes do significado (Frege e a sua distinção entre sentido e referência, como essa distinção lida com os problemas da substituição em contextos de crença, da informatividade das afirmações de identidade e da referência de entidades ficcionais, Russell e sua teoria das descrições definidas, como essa teoria lida com os mesmos problemas). Nos capítulos seguintes vemos uma tentativa de restringir o significado (o verificacionismo dos positivistas lógicos e os seus problemas), o ceticismo acerca do significado (Quine e a indeterminação da tradução, Kripke e o paradoxo de seguir uma regra) e respostas ao ceticismo acerca do significado (Fodor, McGinn, Wright). O livro termina apresentando outras teorias do significado e a relevância dessas teorias para os problemas metafísicos em geral (as idéias de Grice, Tarski, Davidson, McGinn, Mcdowell, Fodor, Putnam, realismo-anti-realismo, problema Frege-Geach, externalismo semântico, o experimento mental da terra gêmea e o quietismo). Trata-se de um bom livro introdutório para alguns problemas da filosofia da linguagem.

Sem comentários:

Enviar um comentário