Avançar para o conteúdo principal

7 ideias filosóficas

O meu novo livro, Sete Ideias Filosóficas que toda a gente deveria conhecer (Bizâncio), já tem capa, e deverá sair em breve. Um excerto do livro está aqui.

Comentários

  1. Excelente notícia. Já tive a oportunidade de ler o livro e acho que é do melhor que o Desidério já publicou, o que é admirável. E é mesmo um livro para toda a gente, incluindo doutores em filosofia.

    ResponderEliminar
  2. Gostos são gostos, mas gostei da capa. Concordo com o Aires quando refere que é do melhor que o Desidério escreveu, apesar de ter gostado muito de um livro que me ajudou a ver a filosofia de um modo mais aberto, o Pensar Outra Vez.

    ResponderEliminar
  3. Tenho muito interesse neste livro. Me pergunto quanto ele custaria em reais.

    ResponderEliminar
  4. Some of these are pretty bad along with fact in case you read through to new law changes you might learn something
    more important Crcm.tv holyfield
    declared part of his grievance against sanders involved a
    lack of sound tax advice from your manager.

    ResponderEliminar
  5. He reaches for this stage when he borrows from the 3 major
    sources so when he cannot repay the borrowed amounts according to directions mentioned in the borrowed funds
    contracts England payday loans funding a larger education and
    learning may possibly also need a government-backed schooling loan.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O filósofo preferido dos filósofos

É curioso ouvir o podcast que, para marcar o lançamento do segundo livro de Philosophy Bites, da responsabilidade de David Edmonds e Nigel Warburton, eles disponibilizaram sobre o filósofo favorito de muitos dos filósofos e filósofas que entrevistaram. 
São quase 70 filósofos e filósofas das mais variadas áreas e tendências filosóficas que se pronunciam sobre o seu filósofo favorito, justificando brevemente a sua escolha. É certo que a maior parte dos filósofos são de língua inglesa, mas também os há, embora poucos, de língua francesa. Mesmo entre os filósofos de língua inglesa, muitos não são filósofos analíticos. Confesso que não conheço muitos deles, mas há outros que talvez sejam conhecidos dos leitores, como Ronald Dworkin (que referiu Kant), David Chalmers (Carnap), Kit Fine (Aristóteles), Michael Sandel (Hegel), Peter Singer (Henry Sidgwick), Michael Dummett (Frege), Tim Crane (Descartes), Susan Wolf (Aristóteles), Stephen Neale (Russell), Noël Carroll (Aristóteles), Brian Lei…

4 passos para argumentar de forma inteligente e generosa (Daniel Denett)

Costuma ser generoso quando critica os pontos de vista do seu oponente?
Qual será a vantagem dessa abordagem?
Numa discussão quer vencer o seu oponente ou fazer um aliado?
O confronto de ideias sem generosidade para com o interlocutor será uma procura sincera da verdade?

Daniel Denett apresenta o antídoto para a tendência de caricaturar as ideias do nosso oponente, resumindo assim a lista de regras criada pelo Psicólogo Anatol Rapoport:




Ver mais aqui.