1 de dezembro de 2011

David Deutsch

David Deutsch lançou em Março um novo livro, The Begining of Infinity: Explanations that Transform the World que prossegue o trabalho já presente em The Fabric of Reality  (1997). Na Crítica temos aqui a minha tradução da sua comunicação TED, que podemos ver abaixo.

Deutsch é professor na Universidade de Oxford, e deu contributos cruciais para a teoria da computação quântica. Cientista de formação, os seus livros são não apenas abrangentes -- incluindo a filosofia -- como constituem uma excepção entre cientistas, pela reflexão profunda e lúcida sobre a natureza da ciência, da teorização e do que é compreender melhor a realidade. Afastando-se dos convencionalismos, idealismos e instrumentalismos que andam associados ao empirismo, constitui uma lufada de ar fresco para quem tem fortes intuições realistas, como eu, e para quem desconfia que há algo de profundamente errado na mundividência empirista. Aconselho vivamente a leitura de ambos os livros; e não sou o único professor de filosofia a fazê-lo: David Albert faz o mesmo aqui.

Comprei The Fabric of Reality depois de ter visto e traduzido a palestra TED abaixo, mas quando recebi o livro fiquei decepcionado: saltei para um capítulo escrito sob a forma de diálogo com o título "A Conversation about Justification" que apresenta e defende a posição de Popper segundo a qual a indução não tem qualquer papel na ciência. Isto deixou-me uma péssima impressão, porque as ideias de Popper sobre a indução me parecem não apenas erradas, mas tolas. Contudo, fiz mal em abandonar o livro devido a esse capítulo. Meses depois voltei ao livro,  comecei pelo capítulo 1, e fiquei de novo fascinado: David Deutsch é excelente, inovador, inteligente e subtil. Infelizmente, está profundamente errado quanto à indução e quanto à justificação, mas não só tem razão quanto a muitas outras coisas, como os seus livros constituem leituras cativantes que em muito alargam a nossa compreensão das coisas. Recomendo vivamente estes seus dois livros.

2 comentários:

  1. Popper está errado quanto à indução no que se refere à teoria do conhecimento, mas não no que concerne a física teórica.

    ResponderEliminar
  2. No que concerne a Popper, Desidério Murcho está sempre disseminando o des-conhecimento. Ele tem que estudar as obras do autor. Uma imagem retirada de comentadores não faz jus ao trabalho de Popper.

    ResponderEliminar