29 de setembro de 2011

Confusão conceptual e naturalismo

Sou simpático às críticas de Williamson ao naturalismo contemporâneo: parece-me mergulhado em confusão conceptual e cientismo. Apesar de ter gostado do primeiro artigo que escreveu no NYT sobre o tema, não falei dele aqui porque não era tão bom quanto eu estava à espera. Mas agora tudo ficou em pratos limpos, na resposta de Williamson à resposta de Rosenberg ao seu artigo original. É uma leitura fundamental.

26 de setembro de 2011

Justiça, de Sandel

Acabo de ter conhecimento da edição brasileira de Justice, de Michael J. Sandel. A edição é da Record, e a tradução de Heloísa Matias e Maria Alice Máximo. Esta é uma excelente notícia, pois trata-se de uma leitura fundamental para qualquer pessoa interessada em filosofia política. Veja-se o site do autor, que disponibiliza vídeos das aulas que estão na origem do livro.

A tradução portuguesa do subtítulo original do livro é enganadora; o subtítulo original do livro é uma pergunta, "What's the right thing to do?", que se traduz correctamente por "O que é correcto fazer?" ou "Qual é a coisa correcta a fazer?". Mas na edição brasileira surge uma afimação: "O que é fazer a coisa certa". Esta afirmação é muitíssimo diferente, ainda que gramaticalmente seja parecida à pergunta original. Perguntar o que é fazer a coisa certa é uma pergunta sobre a ontologia da acção correcta; não é disso que trata o livro. O livro trata de saber, em cada caso difícil da vida, o que é correcto fazer. Espero que este defeito do subtítulo não seja indício de uma tradução de tal modo má que torne a edição brasileira insusceptível de ser recomendada.

22 de setembro de 2011

21 de setembro de 2011

Sete Ideias Filosóficas...

...que toda a gente deveria conhecer. Este é o título do meu próximo livrinho, na tradição de Filosofia em Directo. Ao contrário deste último, contudo, fiz agora questão de incluir bastante informação histórica. Parti de ideias que a maior parte das pessoas conhece vagamente, como "Penso, logo existo" e "Só sei que nada sei" e explico o que querem estas ideias dizer, o que está em causa, e quem as defendeu e porquê.

Acabo de receber as primeiras provas do livro, que será publicado na Filosoficamente, da Bizâncio. Eis um excerto: Sete Ideias Filosóficas

20 de setembro de 2011

Sentido na vida

Está já à venda em Portugal o número 8 da colecção Filosoficamente, da Bizâncio. Trata-se da minha tradução do último livro de Susan Wolf, O Sentido na Vida, uma leitura muitíssimo estimulante que recomendo não apenas a professores e estudantes de filosofia, mas a qualquer pessoa interessada no tema.

19 de setembro de 2011

Prémio de ensaio filosófico 2011

Estão abertas as candidaturas para a edição de 2011 do Prémio de Ensaio Filosófico da SPF. Este prémio é uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Filosofia, que conta com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia e que tem como objectivo eleger o melhor ensaio, redigido em língua portuguesa e submetido anonimamente a concurso, sobre uma questão considerada relevante numa determinada área da investigação filosófica. Nesta edição, a área seleccionada é a Lógica Filosófica e a questão proposta é a seguinte: Se as afirmações sobre acontecimentos contingentes futuros forem agora verdadeiras ou falsas, pode o futuro permanecer ainda em aberto? O prémio terá um valor de 3.500 euros e o ensaio vencedor será depois publicado na Revista Portuguesa de Filosofia. O regulamento pode ser consultado no sítio da Sociedade Portuguesa de Filosofia (não suporta o browser Firefox). As candidaturas poderão ser apresentadas até ao dia 31 de Dezembro de 2011.

12 de setembro de 2011

Democracia e desenvolvimento

Apresentei aqui a ideia de que talvez seja falso que o desenvolvimento económico depende crucialmente da democracia e da liberdade; mas no vídeo seguinte o economista Yasheng Huang nega o que defendi. Espero que tenha razão.