12 de abril de 2012

Filosofia da Ciência


Eis uma boa leitura introdutória. Embora não seja completo, tem uma pequena vantagem sobre os outros manuais, dá mais atenção ao debate acerca do realismo científico, dedicando-lhe dois capítulos -- um sobre o realismo e o outro sobre o antirrealismo. A leitura é agradável e a tradução está inteligível, pecando apenas em algumas traduções literais que não fazem sentido na língua portuguesa como, por exemplo, traduzir "no miracle argument" por "argumento sem milagre". Aliás, traduzir "key concepts" por "conceitos-chave", como aparece  no título da série, não é lá a melhor opção. Infelizmente as editoras brasileiras ainda não perceberam a importância de se colocar boas traduções no mercado. 

Sem comentários:

Enviar um comentário