14 de fevereiro de 2013

Morre Ronald Dworkin



É com pesar que anuncio o falecimento de Ronald Dworkin, um dos mais influentes filósofos do direito das últimas décadas. Dworkin não só era um eminente filósofo do direito, como também um importante filósofo político, tendo contribuições substanciais nos debates sobre o liberalismo, o direito à igualdade e o direito à vida. Na filosofia do direito o seu trabalho mais influente e mais discutido foi o seu livro Taking Rights Seriously onde ele apresentou a objeção de que a teoria positivista de H.L.A. Hart não é capaz de incluir aquilo que chamou de "princípios". Essa tese ganhou muitos adeptos na época e outros a defendem até hoje, a despeito de o próprio Dworkin a ter abandonado no seu livro posterior Law´s Empire no qual defende uma teoria acerca da interpretação do direito a qual - supostamente - revelaria algo importante sobre a natureza do direito. Um dos maiores méritos do autor era o de reconhecer as falhas das suas teorias e oferecer reformulações a elas. Isso foi recentemente feito no seu livro Justice for Hedgehogs onde Dworkin tenta unificar o seu pensamento moral com o seu pensamento político e jurídico. A maioria dos seus livros foram traduzidos para o português e há até um post sobre isso aqui na Crítica. Outros livros traduzidos que não estão nesse link são: A Justiça de Toga e Justiça para Ouriços.
Alguns obituários estão sendo feitos em homenagem a Dworkin. Alguns podem ser encontrados aqui e aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário