4 de março de 2013

A diferença entre mentir e dizer tretas

"É impossível para alguém mentir a menos que pense conhecer a verdade. Contar tretas não requer tal convicção. Uma pessoa que mente está, deste modo, a reagir à verdade e, nessa medida, respeita-a. Quando um homem honesto fala, ele diz apenas o que acredita ser verdade; e para o mentiroso é correspondentemente indispensável que acredite que as suas afirmações são falsas. Para o 'tretas', no entanto, todas estas questões estão ao lado: este não está do lado da verdade nem no lado da falsidade. Não tem em vista os factos, como têm o homem honesto e o mentiroso, excepto na medida em que pode ser pertinente ao seu interesse convencer os outros do que diz. Ele não se preocupa se as coisas que diz descrevem a realidade correctamente. Ele apenas as selecciona, ou inventa-as, para se ajustarem ao seu propósito."
Harry Frankfurt, On Bullshit.

1 comentário:

  1. Se alguém conscientemente produz um discurso que de algum modo se refere a um estado de coisas existente, sabendo, portanto, que existe um relato coerente sobre esse estado de coisas, e então "não se preocupa se as coisas que diz descrevem a realidade corretamente", estará mentindo caso seu discurso esteja em desacordo com essa realidade. Não é preciso conhecer a resposta correta de uma soma algébrica para dar a ela uma resposta falsa. Da mesma forma que aqui há erro, lá há mentira.

    ResponderEliminar