18 de maio de 2013

Bondade e lucidez







"Desde a puberdade, acreditei no valor de duas coisas: a bondade e a lucidez. Inicialmente, estes dois permaneceram mais ou menos distintos; quando me sentia triunfante acreditava mais na lucidez e com a disposição oposta acreditava mais na bondade. Gradualmente, os dois se uniram cada vez mais nos meus sentimentos. Julgo que muito pensamento obscuro existe como uma desculpa para a crueldade e que muita crueldade é motivada por crenças supersticiosas."

Bertrand Russell


Texto retirado daqui.

2 comentários:

  1. Para quem se deixa impressionar por coincidências, estava agora a passear pela Wikipédia (a tentar descobrir como se liga um artigo traduzido com o original) e acabo de descobrir que fiz esta publicação no dia em que se comemora o nascimento de Bertrand Russell (!!!).

    ResponderEliminar
  2. São, realmente, valores que fica bem a BR cultivar.
    Tanto mais que já o velho Platão também os cultivava por junto...

    ResponderEliminar