21 de fevereiro de 2015

Boas Leituras! (Em português)




Carlos Pires, da Dúvida Metódica, escreve aqui sobre o Janelas para a Filosofia de Aires Almeida e Desidério Murcho:
Janelas Para a Filosofia está escrito de uma maneira clara e simples e pode ser compreendido por leitores que pouco ou nada saibam de filosofia. Está escrito de maneira simples mas não simplista, conseguindo um notável equilíbrio entre o rigor conceptual e a simplicidade requerida por uma obra destinada a leitores não especialistas. A filosofia é por vezes associada a um discurso obscuro e vago em que não se percebe muito bem o que cada frase quer dizer, não conseguindo o leitor ou o ouvinte perceber se concorda ou discorda. Infelizmente, foi esse discurso que muitas pessoas ouviram nas suas aulas de Filosofia. Contudo, não é esse o género de filosofia que Aires Almeida e Desidério Murcho praticam: aquilo que escrevem exprime literalmente e sem vagueza as ideias em causa, pelo que os leitores poderão discuti-las e concordar ou discordar delas.”

Pedro Galvão apresenta aqui o seu Ética com razões:
“No livro discuto várias "questões fracturantes", como se diz agora: o aborto, a eutanásia voluntária e os direitos dos animais. O que têm os filósofos a dizer sobre questões deste género? O essencial. Estas questões são fundamentalmente normativas - respeitam ao que devemos fazer, não ao que as pessoas fazem de facto neste ou naquele lugar -, pelo que não é às ciências que cabe responder-lhes. Além do mais, numa sociedade que se queira laica é imperioso saber pensá-las sem a sombra da autoridade religiosa, em termos que façam sentido para qualquer pessoa razoável.”
Desta colecção da Fundação Francisco Manuel dos Santos também é recomendável o recente e polémico Pseudociência de David Marçal, embora não seja um livro de Filosofia (pode ver aqui uma entrevista com o autor e aqui Carlos Fiolhais faz uma curta referência ao livro), e o já não tão recente, mas um fenómeno de vendas, Filosofia em Directo de Desidério Murcho. 




Portanto, termino como comecei: Boas Leituras!

Sem comentários:

Enviar um comentário