16 de outubro de 2016

Utilitarismo para breve (introdução)

Imagem retirada daqui.

Está para breve a saída de mais uma Very Short Introduction e desta vez é Peter Singer e Katarzyna de Lazari-Radek que escrevem uma introdução ao Utilitarismo. A descrição do livro é a seguinte:
O utilitarismo pode muito bem ser a teoria ética secular mais influente no mundo de hoje. É também uma das mais controversas. Colide, ou pensa-se amplamente que colida, com muitos pontos de vista morais convencionais, e com os direitos humanos quando estes são vistos como invioláveis. Será que, por exemplo, é correcto torturar um suspeito de terrorismo, a fim de evitar um ataque que poderia matar e ferir um grande número de pessoas inocentes?

Nesta Very Short Introduction, Peter Singer e Katarzyna de Lazari-Radek fornecem um relato confiável da natureza do utilitarismo desde as suas origens no século XIX, à sua justificação e às suas variedades. Considerando como os utilitaristas podem responder às objecções que são muitas vezes vistas como devastadoras, eles exploram a resposta utilitarista à questão de saber se a tortura pode alguma vez ser justificada. Também discutem o que é que os utilitaristas devem procurar maximizar, prestando especial atenção à visão utilitarista clássica de que apenas o prazer ou a felicidade têm valor intrínseco. Singer e de Lazari-Radek concluem analisando a importância contínua do utilitarismo no mundo, indicando como este é uma força para um novo pensamento sobre os desafios morais contemporâneos, como a pobreza global, o tratamento dos animais, as alterações climáticas, a redução do risco de extinção humana, as decisões de fim de vida para pacientes terminais, e a mudança para uma avaliação do sucesso das políticas governamentais em termos do seu impacto na felicidade.

Ver mais informação aqui.

2 comentários:

  1. Veja-se o que os consultores escrevem (em nota final) em resposta a esta contestação por parte de um leitor:
    https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/controversias/o-significado-do-termo-epistemologia-em-filosofia/3448

    ResponderEliminar
  2. o leitor contesta a acepção de epistemologia fornecida pelos consultores do sítio Ciberdúvidas, que a definem como "filosofia da ciência". Após o leitor ter explicado o que é a epistemologia e referenciado e citado passagens de dicionários e obras, os consultores, não obstante, concluem assim:
    "N. E. (atualizada) – Não há razão para retirar as respostas postas em causa, embora se justifique uma nota que dê conta de epistemologia tender hoje a ser equivalente a «teoria do conhecimento», seguindo uma conceptualização que é dominante na bibliografia em língua inglesa. As observações do consulente poderão ser também mais modalizadas, atendendo a que o termo epistemologia tem diferentes definições em diferentes contextos culturais e académicos. No contexto anglo-saxão é verdade que epistemologia corresponde a «teoria do conhecimento», e este é o significado que chega a dicionários gerais como o Oxford English Dictionary. Porém, outros países existem em que epistemologia teve, tem tido ou continua a ter um significado distinto – caso da investigação e discurso filosóficos de tradição francesa, na qual épistémologie se regista como sinónimo de «filosofia da ciência» (cf. Enciclopédia Larousse e Trésor de la Langue Française Informatisé). Ou seja, compreende-se que se queira tomar posição sobre esta divergência. Também se entende que se procure dar conta da perspetiva que se defende: como acontece nesta situação, o termo inglês epistemology com a definição que lhe é característica tende hoje a generalizar-se no ensino da filosofia nos currículos médios e superiores (cf. Dicionário Escolar de Filosofia, org. Aires de Almeida, Plátano Editora,2009). Mas não se pode ignorar que, noutros contextos de discussão nacionais e académicos, à palavra epistemologia pode associar-se uma conceptualização diferente da que a língua inglesa hoje difunde – falar dessa realidade histórica não é, portanto, «propagar um erro». Por último, observe-se que, na versão em linha do Diccionario de la Lengua Española, da Real Academia Española, se lê algo que converge com a definição da palavra francesa épistémologie: «epistemología Del gr. ἐπιστήμη epistḗmē 'conocimiento' y -logía.1. f. Fil. Teoría de los fundamentos y métodos del conocimiento científico» (tradução livre: «epistemologia Do grego ἐπιστήμη epistḗmē 'conhecimento' y -logía. 1. f. Filosofia. Teoria dos fundamentos e métodos do conhecimento científico»)."

    Leiam, por favor, aqui:

    https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/controversias/o-significado-do-termo-epistemologia-em-filosofia/3448

    ResponderEliminar