8 de fevereiro de 2010 Blog

Galileu Galilei

Desidério Murcho
Em questões de ciência a autoridade de mil não vale o raciocínio humilde de um só indivíduo.

3 comentários :

Gilberto Miranda Jr. disse...

E não é uma questão de autoridade postular o valor da humildade como pressuposto de pensamento válido? Grande Galileu... mas talvez em questões filosóficas, as questões meramente de autoridade não valem nada por si mesmas, seja postulando arrogância ou humildade.

Desidério Murcho disse...

Galileu não está a postular a humildade em substituição da autoridade. Isso é ler mal a frase. Galileu está é a dizer que nenhuma autoridade tem mais força do que um raciocínio, seja este raciocínio de quem for.

Ou seja: se você tiver um raciocínio correcto de que o resultado de uma dada conta é 20, não interessa a autoridade de quem, sem qualquer raciocínio, quer obrigá-lo a pensar que é 40.

Gilberto Miranda Jr. disse...

Tem razão, Desidério. Fica subentendido de que esteja na frase uma comparação de coisas por si mesmas. Na letra, há uma comparação entre autoridade e humildade, pura e simples. Só preferi ir além de uma interpretação comum e corrente e, com isso, ampliar as possibilidades de leituras.

Arquivo