29 de maio de 2012 Blog

O a priori

Luiz Helvécio
Se nunca tivéssemos razões a priori para pensar que se uma afirmação ou conjunto de afirmações são verdadeiros, alguma outra afirmação tem também de ser verdadeira, então simplesmente não poderia haver algo que constituísse o raciocínio genuinamente cogente. Sugiro, assim, que a rejeição de razões a priori é equivalente ao suicídio intelectual.
Laurence BonJour
 

Sem comentários :

Arquivo